terça-feira, 6 de abril de 2010

E ela me tocou ...

06 de abril - dia difícil! Está complicado falar sobre ele agora. Mas ao abrir minha caixa de mensagens, quem descubro que inaugurou o e-mail que informei ontem? Ela, a minha amiga com alma feita de poesia. Ela, que é a noite enluarada, a simplicidade e meiguice de uma menina e o furor de uma mulher. Ela que me tocou com suas palavras e fez o dia mudar de cor.

E tinha que ser assim, falando sobre nossa amizade que inauguro sua participação (em textos) no blog!


"Imagine você dirigindo seu carro, você está atrasado, tenso e seu filho de doze anos está agitado no banco ao seu lado. Pra ficar "melhor" você conhece o humor do seu chefe para atrasos e seu dia que já não começou bem pode piorar. Está na linha amarela o que é bem perigoso devido a quantidade de assaltos e de favelas, vem um carro e te corta pela direita numa pista de alta, como se não bastasse o medo do acidente iminente também tem o fato do motorista que emparelhou ao seu lado ser um negão de quase dois metros que põe o braço pra fora apontando pra seu filho.

Imediatamente você se apavora e acelera, ele vai junto e diz apenas duas palavras: "porta aberta", e segue seu caminho. Você quase não acredita ao notar que seu filho agitado estava com o cinto solto e podia ter caído. Aliviado e grato, de repente aquele encontro inesperado muda suas expectativas para o dia, seu filho ainda está vivo. Qualquer preocupação ou irritação que tivesse acaba e um sorriso lhe sobrevém por saber que tem coisas mais importantes na vida.

Bom, isso acontece muito com o pobre do meu irmão que encontra muitos motoristas de portas abertas por aí que ficam com medo dele e nem entendem a boa intenção do coitado, ele não queria se meter na sua vida, não queria um agradecimento formal, nem prêmios, foi só um aviso cuidadoso e educado.

Assim foi ela, entrando no caos do meu dia, nas minhas confusões emocionais e irritações profissionais, sem nem me conhecer direito, me corta pela direita num prévio acidente, (pois geralmente apago emails de desconhecidos) e me deseja um bom dia de uma maneira tão alegre que me fez acreditar que realmente ele devia estar bom e só eu não via. Eu aceitei e respondi, minha melhor escolha no dia. Logo depois ela veio com sua sabedoria e seu jeito mulher menina, me ajudando a superar medos que ela já teve e encarar a mim mesma através de experiências próprias. Me vi melhor através de seus desconhecidos e lindos olhos naquele dia.

Hoje vejo o quanto perdemos por "deletar" ou rejeitar um aviso, um bom dia, quando ele realmente é bom ou quando ele pode simplesmente ser se você assim o permitir. Existe um lindo e novo mundo a se descobrir, pessoas incríveis prestes a de repente surgir em sua vida com o resgate.

Abra sua janela, mente e coração pra vida, pessoas. Os conselhos nunca devem ser impedidos, eles sempre devem vir, pois um dia também terão de ir. Não se permita ser vazio por achar mais fácil lidar só consigo. Melhor mesmo é compartilhar, se dividir. Dividir não é diminuir, é se expandir, é ser maior espalhado e impresso em outras pessoas por aí.

Meu conselho de hoje: Publique-se, enriqueça-se e enriqueça os que te cercam. Mostre suas páginas a alguém e deixa que escrevam juntos as próximas.

Encontrei a maior dádiva aí: na pura e simples amizade, escrevendo a vida."

2 comentários:

  1. Oi amada, passando para deixar um beijo. ADri.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana! Seus posts são sempre muito significativos. Que o Senhor te abençoe e que possamos estar abertos a ouvir quem Ele quer usar para falar conosco. Bjus

    ResponderExcluir