domingo, 27 de abril de 2014

Sobre gavetas e algo mais

Flor do medo - Bruna Caram

“Não vá se perder outra vez nesse mesmo lugar por onde já passou...”


Sábado e arrumação parecem ser sinônimos. A tarefa de hoje foi organizar minha estante de livros. SIM! Agora sou a feliz proprietária de uma linda estante repleta de livros. Além de acomodá-los em sua nova “casinha”, aproveitei para limpar algumas gavetas. Fiquei impressionada com a quantidade de anotações, cartões de visita e inutilidades que acumulei em pouquíssimo tempo (fiz uma super faxina nas gavetas antes do natal). A tarefa que parecia ser tão simples – me livrar do que é inútil e dispensável, demandou tempo, paciência e uma dose de desapego. Fiquei pensando se aquelas duas gavetas são os espelhos de nossas vidas. Guardamos para depois coisas que não são importantes, que não mereciam espaço em nossa “gaveta-vida”. Acumulamos o que não tem valor e corremos o risco de perder o que realmente importa em meio a tanta “distração”.

As gavetas foram limpas, organizadas e já podem concorrer ao prêmio de gaveta do ano. Quanto a mim, fico com a missão de tornar a vida cada dia mais leve, acumulando o mínimo possível e treinando o olhar para não perder o que realmente importa em meio a rotina. 

3 comentários:

  1. Essas faxinas, necessárias e dão prazer após.Leveza!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Amiga, sinto muita saudade das nossas conversas e risadas.
    Amo ler seus textos pq assim vc se faz presente mesmo estando longe.
    Estou esperando pelo lançamento do seu livro ;)
    Te amoooo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sinto saudades das nossas risadas, nossa cumplicidade e os surtos de "monstrinhos de limão", kkkk. Quanto ao livro, bem... quem sabe um dia, né?! Beijos!!

      Excluir