sábado, 26 de novembro de 2011

Quero ser...

Já perdi as contas de quantas vezes eu assisti o filme "Quero ser grande", mas enfim entendi o porque gosto tanto dele: quem não gostaria de ter a chance de dar um pulinho na vida adulta, experimentar o lado bom, conhecer o ruim dela e ter a chance de voltar a ser criança, para quando estiver "valendo" saber quais caminhos seguir?


Um comentário:

  1. Ao contrário do filme, quero ser criança. Sem contas, sem muitas obrigações, sem cobranças e exigências, não só dos outros, mas de mim mesma. Ai, como isso é chato! Quero a leveza, a despreocupação, a inocência, o sorriso maroto. Quero me afogar em um mar de chocolate sem pensar nas calorias e nas espinhas penetras! Quero a vida solta e livre!

    Elaine Elen Arsenio

    ResponderExcluir