quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Do que a gente não precisa entender

É inútil tentar entender o motivo de certas provações. Dores, perdas, desilusões, “nãos”, portas que não se abrem, doenças, mudanças que nunca acontecem. Não preciso entender, preciso suportar, avançar, ir além do que meus olhos podem vislumbrar. Tenho que confiar que o propósito maior existe, e que talvez eu jamais saiba qual é, mas aquele que me criou, me forja no fogo, na provação, me aprova quando eu resisto e não quando eu desisto. Fácil? Nunca foi e nunca será, aliás, não creio num evangelho de facilidades. O Cristo que conheço jamais pregou isso, pelo contrário, me alertou que eu teria aflições, pediu apenas que eu tivesse bom ânimo para passar por isso tudo. 

A sombra da morte entristeceu e abateu familiares e amigos mais uma vez. É preciso crer que o cajado do Bom Pastor irá consolar cada coração, confiar ainda que haja dor.

Um comentário:

  1. Na vida temos essas tristes perdas e provações... Que tenham força pra passar por esses momentos! beijos,chica

    ResponderExcluir