terça-feira, 22 de novembro de 2011

Ainda aqui?

Jeans envelhecido no contorno do corpo é perfeito. Vinho esquecido no fundo da adega vale mais quando redescoberto. Com o passar do tempo algumas coisas vão ficando melhores, outras não. Alguns anos nos deixam saudades, outros cansam tanto que você fica ansioso por trocar o calendário. Esse ano está assim: se arrastando, cansando os olhos de quem enxerga páginas que ainda serão viradas. A expectativa por um ano melhor já chegou, tomou café comigo hoje pela manhã. Já fiz meu habitual balanço de fim de ano... Dos acertos terei a experiência, dos erros nenhum arrependimento – ou deveria ser o contrário? Não carrego nenhuma culpa ou arrependimento deste ano. Tive coragem. Assumi os riscos e não poupei aprendizados, risadas, lágrimas, partidas e chegadas. Não economizei emoções, fui intensa do início ao fim. Experimentei novas cores, novos sabores, novos sons. Encontrei novos significados para palavras esquecidas em meu limitado vocabulário.
Que venha logo esse tal de 2012, pois estou inflamada de desejo em fazer diferente, em viver de outra forma, de mudar pra valer o não está legal ... Essa ansiedade de concretizar todos os planos que ficaram pelo caminho de 2011 brinca de amarelinha com meu sono. Meu pensamento foi lá em 2012 e voltou me enchendo de esperanças, me contou vai ser melhor, que vamos ser mais felizes e teremos mais saúde e menos contas no vermelho. Porque no fim das contas a gente quer que esse ano acabe logo, pra quem sabe sentir saudade dele...

2 comentários:

  1. Temos sempre que esperar o melhor para os dias que virão...Lindo!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. e se não for melhor, a gente aceita, só queremos umas mudanças certo?..

    seguindo flor (:
    beijo.

    ResponderExcluir