Quando as coisas perdem o sentido

Existem coisas que fazem sentido por um período, depois se você tenta levar a diante, perde o encanto. Em 1990 todo mundo dançava lambada. Eu tinha 6 anos, mas sei exatamente quem é Kaoma (chorando se foi quem um dia só me fez chorar. Chorando estará, ao lembrar de um amor que um dia não soube cuidar). Naquela época ter uma saia rodada, colorida e sair rodopiando fazia sentido. Em 2011 a saia está demodê e o ritmo mais proibido do que chupar manga e beber leite (hahahaha).
Quando passei a rascunhar aqui as aspirações de uma escritora em construção, tudo fazia sentido, hoje, esse sentido se perdeu. A vontade de escrever permanece, a inspiração vem da observação do cotidiano e das histórias que ouço por aí, porque escrever será sempre condição sine qua non para minha existencia. Não posso encarar o blog como obrigação, mas também não posso ser leviana com quem sempre me visita esperando encontrar alguma coisa que lhe fará rir, pensar, cantarolar ou apenas imaginar. As postagens que antes eram extensas, hoje são mais resumidas. As histórias que antes eram ricas em detalhes, hoje se parecem com twites - diretos.
O blog não acaba, não fecha nem muda de nome, ele volta a ser meu caderno de rascunhos, sem obrigações ou medo de errar. Se compartilho alguma música é porque a canção diz mais do que todas as palavras que sou capaz de escrever. Se apareço hoje, não me sinto obrigada a enviar outro verso ou prosa na semana seguinte, porque o que mais assusta é me tornar prisioneira das palavras, quando sempre acreditei na liberdade que elas proporcionam. A gente vai continuar se encontrando, "se lendo" por aqui, mas sem cobranças e obrigações, ok?
Beijos livres e despretenciosos!

3 comentários:

  1. Ana, eu sempre encarei, desde o início assim...Fico nos meus blogs enquanto eles m derem prazer, não mais obrigações. Estou de bem com eles sempre, mas quando encher o saco, dou um clic e acabo...

    Por isso estás certa: só quando estiveres com vontade mesmo é que é bom e te fará bem aparecer!

    Legal é assim! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. E é assim mesmo que deve ser! Além disso escreve maravilhosamente! Bjs

    ResponderExcluir
  3. e é dessa forma que te que ser memso amiga,despretnsioso,o charme de um texto está sim nas palavras simples e resumidas,no cotidiano escrito,e nas pequenas coisas e momentos.
    PS:VC faloun na Lambada.Lembra do Tamagoshi,aquele bichinho virtual que era tipo um chaveiro?o infeliz só vivia morrendo na minha mão,esquecia de dar comida prá ele sempre,kkkkk....

    ResponderExcluir

 
Blog da Ana Santos Blog Design by Ipietoon