Sobre fogos de artifícios, jeans 42 e (falta de) educação

domingo, 3 de abril de 2011

Firework

Katy Perry, conhece? Eu acabei de ser apresentada. Tenho o hábito de trocar de canal durante os comerciais, com isso passei pelo Multishow e vi um clipe em que fogos de artifício saiam das pessoas. A cena que estava passando na hora que parei no canal, é por volta dos 2:35 (fui procurar na internet e descobri que a música se chama ‘Firework’), onde uma gordinha cria coragem de tirar a roupa e se joga na piscina. Logo depois do mergulho, ela surge radiante, soltando fogos de artifício, sem se importar com os olhares de quem também está ali. Poético, né? Pois é, eu que não conhecia Katy Perry fui apresentada a ela numa semana em que eu poderia dizer com todas as letras: a maior parte das pessoas não está nem aí se você é gente boa, do bem, segura com sua imagem, cheia de qualidades ou não, elas estão interessadas no manequim que você veste.
Tive o desprazer de encontrar com uma antiga conhecida essa semana. Depois de quase 6 anos sem nos vermos, o “bom dia” da mal educada foi: “nossa, como você está gorda! Você era tão bonita e olha no que você se transformou!” (Sim, ela usou estas palavras.) Naquele momento me vi arrastando o rosto dela em uma parede chapiscada, mas fui impelida pelo sentimento nobre de ensiná-la boas maneiras. Expliquei com toda a calma do mundo que ela havia sido grosseira, mal educada, deselegante, inconveniente e que eu tenho espelho em casa, não preciso de ninguém dizendo como estou, acrescentei que intimidade nenhuma na face da terra dá o direito de alguém ser cruel com o outro e pedi licença, pois iria ouvir rádio no celular.
Pois é Katy querida, as pessoas não estão nem aí se você recebeu um e-mail carinhoso de uma escritora que admira – a Magali Moraes (morri!), se a Flávia Mariano se acabou de rir com algo que você comentou no blog dela e provocou seu retorno ao Twitter Word, se a Flávia Shiroma, lá no Japão, é tão carinhosa que você acredita que a distancia nem é tão grande assim, ou se a Lília Paz além de cantar maravilhosamente bem, ainda é excelente com as tesouras e animando o seu dia. As pessoas querem que você vista 38, use salto agulha, (mesmo que não tenha equilíbrio pra isso) e pareça recém saída de um SPA.  Estão interessadas na capa, e capa, qualquer um pode ser, basta ter um bom kit de maquiagem, fazer cara de paisagem e não se preocupar em ter conteúdo. Capa que é capa, não tem conteúdo, só chama atenção e pronto, o que está por dentro pouco importa. Elas se preocupam com os livros bonitos na estante, mas esquecem que bonitos mesmo, são os livros que estão dentro da gente. Amanda, que trabalha comigo, ao saber do episódio disse que até para dar ‘um fora’ em alguém eu sou gentil. Não é gentileza, é educação, coisa que às 5 :41h faltou naquela mulher. Na verdade, acho que falta sempre, do contrário saberia o valor precioso do silencio. É claro que me importo com a minha imagem, sou vaidosa, estou sempre com os cabelos limpos, arrumados, maquiada, uso plataforma e perfume. Gostaria muito de vestir outra vez o jeans 42 da semana do casamento, mas se ele não me cabe mais, outras coisas vieram junto com o novo armário, como por exemplo, a consciência de que sou bonita sim, mesmo que não seja padrão de beleza O Boticário; e de que as pessoas que estão em minha vida, aquelas que criaram vínculos verdadeiros, sabem quem sou, que apesar de ter mais tecido adiposo do que gostaria, eu tenho carinho verdadeiro, amizade sem reservas e amor pra compartilhar. Essa balança sempre foi mais importante do que a da farmácia.
Eu posso emagrecer, acredito até que muito em breve conseguirei postar uma foto aqui com meu novo visual, mas doçura, gentileza, cordialidade, educação e simpatia, não sei se ‘aquelazinha’ vai conseguir mostrar algum dia.

7 comentários:

  1. Ai Ana, sempre com elegância, até pra dar um fora em quem não merecia nenhum tipo de educação! Queria ser assim! será que eu consigo um dia? bjão.

    Ass:Susana Terto - SJM

    ResponderExcluir
  2. Por favor, deixe-me desabafar!!!!!!!!!!!!!!!!!!! rsrsrs








    Elaine Elen Arsenio

    ResponderExcluir
  3. Pois é! Em qq segmento da sociedade parece que vc só é gente se for gostosona. Não que as gostosonas sejam burras ou imbecis mas a sociedade pré-julga quem foge destes valores. Entrar nos detalhes e nos méritos desta discussão só me traz mais angustia e me faz lembrar rejeições emocionais recentes.
    Belo texto e, pra não perder a prática P.....
    Bjs
    Rosinei

    ResponderExcluir
  4. Fala sério! Ninguém vê que vc tem belos olhos mel esverdiados, um sorriso lindo, um carisma incrível e cabelos lisos e sedosos que são ótimos pra receber cafuné?

    IDIOTAS!
    E sou grossa mesmo!Sem nenhuma delicadeza, repito:

    IDIOTASSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. A falta de educação daquelazinha pelo menos rendeu um bom texto!

    rsrsrsrsrsr

    Wellington Muniz

    ResponderExcluir
  6. Arrasou. Sem palavras.
    Sinceramente, eu queria ter metade da sua genialidade. kkkk......
    Bjus......

    ResponderExcluir
  7. Arrasou. Sem palavras. Sinceramente queria ter essa sua genialidade de transcrever com tanta clareza, aquilo que a alma sente.
    Pra vc eu tiro meu chapéu.
    kkkkkkkkkkk........
    beijos!!!!!!

    ResponderExcluir

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS