terça-feira, 29 de março de 2011

Outono, outonando

Relacionamento - Definição: substantivo masculino 1. Ato ou efeito de relacionar (-se); 2.Capacidade, em maior ou menor grau, de relacionar-se, conviver ou comunicar-se com os seus semelhantes; 3.Ligação de amizade, afetiva, profissional, etc., condicionada por uma série de atitudes recíprocas; relação.



O outono começou dias atrás e parece ter influenciado muito mais que no clima e as árvores, influenciou entendimentos, decisões e relacionamentos.

Não sou antropóloga, nem mesmo me julgo profunda conhecedora do ser humano, apenas vivo e sei da minha capacidade em observar quem está a minha volta. E de tanto viver, observar e teorizar, aprendi muitas coisas, entre elas, que o novo sempre chega. A folha cai da árvore com a chegada do outono simbolizando que logo ali na frente, daqui um pouco mais de tempo, a renovação chegará, não sem dor, já que o inverno causa sim certo sofrimento, mas a primavera renova e traz consigo as mais belas flores, os perfumes mais suaves, as noites mais singelas.

Relacionamentos precisam ser recíprocos, precisam ou não serão relacionamentos. O problema é que a gente se acostuma a viver unilateralmente com as nossas dores, emoções, expectativas e ilusões. Por um ponto final em situações assim gera desconforto, dor, angustia, mas é necessário. É uma etapa para o amadurecimento, é outonar. E outonar em nossas vidas deveria ser tão natural quanto é para as árvores, hora de abrir mão de coisas que aparentemente estão belas, mas começam a dar sinais de que estão morrendo. Desfolhar. Deixar ir, romper. Romper pode ser dolorido. Pode ou não, principalmente porque romper significa assumir o controle, dizer “não quero mais e agora tenho que encarar a conseqüência disso”. SE doer, será por um tempo, o inverno nem sempre é fácil e nem tão rigoroso quanto a gente imagina, mas é só mais um ciclo, uma estação até que a primavera chegue e venha alindar nossa vida.


___________________________________

Ao som de Roupa Nova - Começo, Meio e Fim

3 comentários:

  1. Outonar é permitir que o vento desfolhe a árvore e carregue para bem longe aquelas folhas secas e sem vida. Outonar é saber que esse mesmo vento despirá a árvore, e que por um pequeno espaço de tempo ela não parecerá vistosa, mas logo, logo, em um breve momento, aquela que parecia quase morta,
    sem nenhuma beleza aparente, retornará à vida com toda a sua pompa, elegância e graça. Outonar é ter a consciência de que as mudanças são necessárias.


    Elaine Elen Arsenio

    ResponderExcluir
  2. Aninha, morri de rir com o seu comentário lá no Depois dos 25... Te citei no Twitter e queria colocar seu endereço, só que quando clico ali no link diz que seu Twitter não exite. Você tem? E Facebook? Me add lá, que gosto de exibir posts bacanas assim.

    O meu é Flavia Mariano.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ana, sem palavras! Você como sempre me fisga pelas palavras...para outonar é preciso vestir-se de coragem e deixar as folhas secas caírem...tenho observado uma árvore que fica de frente a minha casa..ela está trocando a casca e depois desse longo processo de pedaços ao chão, ela está mais forte e vistosa aos olhos! Bjbj

    ResponderExcluir