sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Sobre as muitas emoções

Definitivamente o ano de 2010 está sendo o mais incomum da minha história. Em mais um momento #robertocarlosfellings, posso dizer “o importante é que emoções eu vivi.” Ontem compartilhei com a Elisa uma das minhas preocupações quanto ao momento que estou vivendo, e ouvi dela uma palavra realmente de conforto: “Não vai amiga, você não vai acordar desse sonho porque o SENHOR tornou realidade o que você sonhava.” Ter escutado isso, e principalmente DA ELISA, me deixou sem palavras!

Cheguei em casa e fiquei pensando em algums coisas que tenho aprendido ao passar por tantas situações neste ano. “Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram.” (Romanos 12:15)  Por mais simpática que seja esta palavra, a gente sabe que nem sempre é cumprida (a segunda parte principalmente), mas eu posso dizer que, durante todo o período do meu choro, das crises, das fugas, contei com o suporte (quase sempre silencioso!) de muitas pessoas (Lú e Tati com torcida organizada e um estádio inteiro orando por mim, rs*).
Meu tempo de aprendizado foi diferente do tempo da maioria das pessoas, a forma de aprender, de aceitar os acontecimentos foi única e hoje eu entendo o que está escrito em Oséias 6:1: “Vinde, e tornemos para o Senhor, porque ele nos despedaçou e nos sarará; fez a ferida e a ligará”. Esse texto diz que o mesmo Deus que abre a ferida é aquele que também cura. Fui confrontada em minhas fraquezas e dificuldades, mas cresci e recebi cura. Ainda que eu não tenha entendido o porquê de determinadas coisas, hoje eu sei que em nenhum momento o SENHOR me desamparou, me esqueceu, e a maior prova disso é viver meu sonho, viver a minha realidade modificada por Ele!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário