sábado, 2 de outubro de 2010

Eu ainda procurava respostas


Leia ao som de Confiança, Altos Louvores

Estou numa fase bem diferente na minha vida. Gente nova, conhecimentos novos, outra rotina, realizações, passos grandes e um bocado de sonhos novos aqui comigo. Fase de grandes desafios e responsabilidades.  O que eu sei é que  com tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, tantas conquistas (ainda que pequenas são MINHAS conquistas) fazem com que meus olhos brilhem. Isso é tão  bom... tão bom receber o reconhecimento de esforços contínuos em todas as áreas da minha vida. Só posso agradecer ao SENHOR por tantas bênçãos. Medo? Tenho. A vida nova faz a gente se olhar pra trás e ver que a dor foi constante durante muito tempo e só DEUS é quem pode fazer com que ela não volte nunca mais.

Não tenho um plano B, meu único plano é confiar no que DEUS tem feito por mim. Antes, eu colecionava "e se tivesse sido de outro jeito?" Hoje eu procuro pensar que tudo o que se passou contribuiu para quem sou e para o que tenho. E se a vida me der as costas no momento decisivo? E se eu me enganar outra vez? Tenho que confiar que, ainda que eu não veja, ainda que eu não consiga tocar, aquilo que o SENHOR reservou para mim é bem melhor. 
Até pouco tempo atrás (uma semana, pra dizer a verdade!) eu buscava respostas para uma série de coisas, mas agora entendo que nem sempre entenderei o motivo de certas coisas, ou mesmo explicações para minhas indagações. Nem sempre o SENHOR irá me explicar o motivo do "não" ou o porque de ter que fazer de outro jeito, o que já havia decidido por minha conta de outro modo. A questão aqui é tão somente confiar, confiar de verdade, não procurar saber as respostas, é só obedecer, acreditar e  confiar que o ELE sabe o que é melhor para mim.
Quando a dúvida aparece, as lembranças do que passou (engraçado como lembranças tem horário marcado... as minhas sempre aparecem às 5:50h, quando o ônibus faz a curva para a Avenida Maricá e vejo o sol nascer pintando de laranja o céu!), eu me lembro de Jeremias dizendo: "quero trazer a memória o que me dá esperança." Essa palavra me faz pensar que posso nunca entender o porquê de tantas coisas boas/ruins terem acontecido nos últimos meses, de tantas pessoas terem se aproximado e depois se afastado, de tantos planos terem se frustrado, mas eu preciso lembrar (e me esforçar em alguns momentos para isso) do que o SENHOR tem feito por mim para que a minha esperança não morra, para que a minha fé não esmoreça. E principalmente: aproveitar esse lindo momento que estou vivendo, pois ele foi planejado com muito carinho (pelo PAI) para mim!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário