quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Sobre os pudins da vida ...

Fui jantar fora e na hora da sobremesa, pedi, logicamente, a minha favorita: pudim de leite condensado. Até este momento não havia nenhum problema, a conversa durante o jantar fluiu bem, a comida era de boa, ambiente simples e agradável mas quando chegou a sobremesa, me irritei! Não, na verdade eu fiquei frustrada!

Eu esperava ansiosamente por "aquela" fatia de pudim, mas me entregaram o projeto de fatia. A fatia era tão fina quanto a faca que utilizei durante o jantar... Que vontade de ligar pra minha mãe e perguntar: "manhê, faz pudim pra mim?" só para poder saborear em casa, com a colher bem pequena (pra demorar a acabar, hehehe) e se der vontade, repetir quantas vezes quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação (que meu amigo vive perguntando onde está, pois ele nunca encontra na hora de chamar pra beber...rs rs).

Mas este não é o desabafo de uma gordinha.... o pudim é só um exemplo do que nós, simples mortais, enfrentamos todos os dias. Sai do restaurante com a sensação que havia sido enganada, mesmo que a conta seja uma verdadeira fábula (heim?)! A vida anda cheia de situações meia-boca, de realizações e prazeres pela metade. A gente rala o mês inteiro e quando decide ir àquele restaurante legal, paga caro e não sai de lá tão feliz  assim. Vai a festa de aniversário do sobrinho, mas resiste ao cajuzinho. Passa o dia se imaginando num looooongo e maravilhoso banho quente, mas não se permite, pois tem que pensar que seus netos não terão nem água fria, se continuar com atitudes como essa. E assim caminha a humanidade...

Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar' ... Sempre tão empenhada em "dar certo" (sem nenhum trocadilho, peloamor....) que a gente vai vivendo sem muita graça, sem cor, sem tempero. De vez em quando bate a vontade de chutar o pau da barraca e fazer tudo de outro jeito, esquecer as linhas, os contornos, as bússolas e balanças que regulam a vida de gente grande. Ser incoerente, inadequada, pateta, ignorar tudo o que pensam e dizem sobre nós, enfim ... Poder encher os pulmões de ar e dizer: garçom, por favor: me traga duas fatias caprichadas de pudim de leite condensado e uma poltrona mega confortável pra eu assistir pela 100ª vez "Os Goonies" ...

Ah, e se der algo errado, depois descubrirei como consertar o estrago!

Um comentário:

  1. Parabéns pelo gostoso doce. Não sei fazer. Compro tudo pronto. admiro quem sabe criar esta obra de arte tão deliciosas.
    Parabéns.
    Vou deixar o link da Interação para vir conferir as coletivas que lá estão. Um grande abraço.

    http://sandrarandrade7.blogspot.com/

    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderExcluir