terça-feira, 10 de agosto de 2010

Começo, meio e fim

Quem dera se a vida fosse um livro com capítulos definidos, personagens cientes de seu destino, sem jeito nem tinta que os modifique.

"Você apareceu do nada e você mexeu demais comigo.
Não quero ser só mais um amigo.
Você nunca me viu sozinho e você nunca me ouviu chorar.

Não dá prá imaginar quando é cedo ou tarde demais
Pra dizer adeus, pra dizer jamais.
Às vezes fico assim pensando essa distância é tão ruim...
Porque você não vem prá mim?
Eu já fiquei tão mal sozinho, eu já tentei, eu quis chamar...
Não dá prá imaginar quando é cedo ou tarde demais..."

2 comentários:

  1. A vida é essa força que parece incongruente em si mesma. Ora ajustada, ora despassarada... Às vezes até parece incompreendida, como se compreensível fosse. É no ímpeto de querer-se continuar vivendo que, ansiosamente achamos a Deus, Aquele que no inexplicável do Seu existir, na paixão do Seu Ser é capaz de dar ritmo compassado à vida que por Ele ansia. Amei sua reflexão.

    ResponderExcluir
  2. Mas se a vida tivesse capítulos definidos,que graça teria a surpresa e a aventura de viver este grande mistério que é ela? rsrsr

    bjos meus

    ResponderExcluir