terça-feira, 2 de junho de 2015

Sei lá

Ao som de Do I Wanna Know?


Ando mais para o lá do que para o sei. E sei lá nem mesmo existe no mapa.


Sei lá é terra habitada (já conheci dois vizinhos), mas hostil. Sei lá briga com o conformismo, mas ainda não define mudanças. Sei lá é quase um estado de espírito (talvez um estado intermediário entre 'na merda' e 'feliz pra cacete'). Sei lá é a dúvida constante de uma resposta que talvez já exista. Sei lá é a inexistência de uma definição,
mas a existência concreta de um desejo. Sei lá é a pulga atrás da orelha de algumas pessoas. Sei lá é o lugar dos confusos que desejam solução. Sei lá é o olhar de quem está presente, mas fugiria se pudesse. Sei lá é onde o olhar se confunde. Sei lá é a pergunta da adolescente que fica em silêncio. Sei lá é querer ser patético, bobo, feliz e também coerente e adulto. Sei lá é a resposta que não anula nenhuma alternativa anterior. Sei lá é abraço que não decidiu se quer ser só abraço. Sei lá é a vida que pode ser melhor, mas também pode ser pior. Sei lá é o filme que ninguém viu, o livro abandonado na prateleira. Sei lá é passagem de ida. Sei lá é Twix e P.O.Head. Sei lá é Sei lá ...

Um comentário:

  1. Adorei! Sei lá é uma expressão multifacetada que sempre pega desprevenido a quem a ouve.
    beijogrande

    ResponderExcluir